Humildade de Cristo

Aqui vemos uma profecia em relação a obra de Jesus na terra, em revelar a obra do pai, cristo revelaria os designios dos corações sejam eles maus ou bons, e a revelação da pessoa do pai ao qual Cristo tornou manifesto resultou em sua criscificação. João 15: 22-24

A Apresentação de Cristo

"E Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino é posto para a queda e o levantamento de muitos em Israel, e para um sinal que será contraditado (sim, e uma espada traspassará também a tua própria alma), para que os pensamentos de muitos corações possam ser revelados"
Lucas 2:34-35.


"Vê, ponho-te neste dia sobre as nações e sobre os reinos, para desarraigares e para demolires, para destruíres e para combateres, para construíres e para plantares".
Jeremias 1:10

"E acontecerá que, conforme eu os vigiei, para arrancar, e para derrubar, e para transtornar, e para destruir, e para afligir, então eu os vigiarei, para edificar, e para plantar, diz o Senhor".
Jeremias 31:28

"E te lembrarás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus te conduziu esses quarenta anos pelo deserto, para te humilhar, e para te provar, para saber o que havia em teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não".
Deuteronômio 8:2

Quem Odeia Jesus

Os Perseguidores

Odeiam Sem Motivo

Ninguém será condenado por não fazer caso da luz e do conhecimento que nunca teve e não pôde obter. Muitos, porém, recusam obedecer à verdade que lhes é apresentada pelos embaixadores de Cristo, porque desejam acomodar-se ao padrão do mundo, e a luz que penetrou no seu entendimento, a luz que resplandeceu na alma, condená-los-á no juízo.

Os Perseguidores

Odeiam Sem Motivo

20-Lembrai-vos da palavra que eu vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor. Se perseguiram a mim, também perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. 21-Mas todas essas coisas vos farão por causa do meu nome, porque eles não conhecem aquele que me enviou. 22-Se eu não viera e nem lhes houvera falado, eles não teriam pecado; mas agora não têm capa para o seu pecado. 23-Aquele que me odeia, também odeia ao meu Pai. 24-Se entre eles eu não tivesse feito tais obras, as quais nenhum outro homem fez, eles não teriam pecado. Mas agora, tanto viram quanto odiaram, tanto a mim como ao meu Pai. 25-Mas isso aconteceu para que se cumpra a palavra que está escrita na sua lei: Eles me odiaram sem motivo.

Resultado do Orgulho

Orgulho

Repreensão

Quando os filhos de Israel estavam em servidão aos egípcios, o senhor instituiu a moisés a ir ter com Faraó, rei do Egito dizendo: "Israel é Meu filho, Meu primogênito, e Eu te tenho dito: Deixa ir Meu filho, para que Me sirva; Mas tu recusaste deixa-lo ir, eis que Eu matarei a teu filho, o teu primogênito".

Orgulho

Rejeição

EMoisés entregou Sua mensagem; Mas a resposta do orgulhoso rei foi: "Quem é o senhor, para que eu obedeça Sua voz e deixe ir Israel? Não Conheço o Senhor, e não deixarei ir Israel" Êxodo 5:2.

Orgulho

Resultado da Rejeição

“Eis que Este é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado”, dissera Simeão. Teriam de cair os que se quisessem erguer novamente. Precisamos cair sobre a Rocha e despedaçar-nos, antes de poder ser elevados em Cristo. O eu tem de ser destronado, abatido o orgulho, se queremos conhecer a glória do reino espiritual. Os judeus não queriam aceitar a honra que se obtém por meio da humilhação. Não receberam, portanto, o Redentor. Ele foi um sinal contra o qual se falaria.

Motivo da Repreensão

Manifestar o caráter

“Para que se manifestem os pensamentos de muitos corações”. Lucas 2:35. A luz da vida do Salvador, o coração de todos, desde o Criador ao príncipe das trevas, é manifestado.

Humilde e Manso

É através da vida de Cristo que aprendemos a ser manso e humilde, é contemplando a vida de Cristo que conhecemos a Deus, e assim nós apoderamos das forças de Deus e fazemos paz com Ele. "Vinde a mim, todos vós que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, pois eu sou manso e humilde de coração; E encontrareis descanso para as vossas almas".

Justiça de Cristo

Ninguém, a não ser Deus, pode subjugar o orgulho do coração humano. Não nos podemos salvar a nós mesmos. Não nos podemos regenerar. Nas cortes celestiais não se entoará o cântico: A mim que me amei a mim mesmo, e me lavei a mim mesmo, e me redimi, a mim seja glória e honra, a bênção e o louvor. Mas essa é a nota predominante do cântico entoado por muitos aqui neste mundo. Não sabem o que signifca ser manso e humilde de coração; e não o querem saber, se o puderem evitar. Todo o evangelho se resume em aprender de Cristo, Sua mansidão e humildade.

Justificação Pela Fé

O que é justificação pela fé? - "É a obra de Deus ao lançar a glória do homem no pó e fazer pelo homem aquilo que ele por si mesmo não pode fazer."

Reconhecendo a Mensagem

1ª Vez

1844

Se todos os que trabalharam unidos na obra em 1844 tivessem recebido a mensagem do terceiro anjo, proclamando-a no poder do Espírito Santo, o Senhor teria poderosamente operado por seus esforços. "Caudais de luz ter-se-iam derramado sobre o mundo. Haveria anos que os habitantes da Terra teriam sido avisados, a obra final estaria consumada, e Cristo teria vindo para a redenção de Seu povo".

2ª Vez

1888

Em Sua grande misericórdia, enviou o Senhor preciosa mensagem a Seu povo por intermédio dos Pastores Waggoner e Jones. Esta mensagem devia pôr de maneira mais preeminente diante do mundo o Salvador crucificado, o sacrifício pelos pecados de todo o mundo. Apresentava a justificação pela fé no Fiador; convidava o povo para receber a justiça de Cristo, que se manifesta na obediência a todos os mandamentos de Deus. Muitos perderam Jesus de vista. Deviam ter tido o olhar fixo em Sua divina pessoa, em Seus méritos e em Seu imutável amor pela família humana. Todo o poder foi entregue em Suas mãos, para que Ele pudesse dar ricos dons aos homens, transmitindo o inestimável dom de Sua justiça ao impotente ser humano. Esta é a mensagem que Deus manda proclamar ao mundo É a terceira mensagem angélica que deve ser proclamada com alto clamor e regada com o derramamento de Seu Espírito Santo em grande medida.